Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pessoa





17/05/1990.





A pessoa que eu mais amo no mundo é uma pessoa especial,
É uma pessoa que num momento, um dia,
Entrou em meu coração e daí nunca mais saiu.
Se pediu ou não licença não sei, não me lembro,
Mas sua cadeira é cativa.
In memorian, vivo, rico, miserável, sua honra,
a todos seu méritos, continua em meu troféu.
O pedacinho de meu coração que ele ocupa
É um lugarzinho delicado, sensível como se fôra um pedaço dum dente
Que esquecido na boca ficou.
Essa pessoa foi quem me ensinou que amar é a maior teologia,
E o desamar, o maior ateísmo.
Essa pessoa precisa de mim, e não sabe onde é minha porta,
Eu preciso dessa pessoa, e não sei onde encontrar.
Nas voltas que o mundo gira, não sei se estamos em pólos opostos,
Ou bem encostados, no mapa.
Gostaria que nossas auras
Cruzadas agora estivessem.
Pois não sei como ele está, mas sei como ele é,
É tudo dentro de nada;
É a conta que não sei fazer;
É a força de um átomo;
É a cor branca, bem como o breu;
É a luz, é a vida, é um pedaço meu!
Edilene Barroso
Enviado por Edilene Barroso em 09/08/2006
Código do texto: T212298

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Edilene Barroso
Campinas - São Paulo - Brasil, 53 anos
192 textos (21461 leituras)
12 áudios (4784 audições)
5 e-livros (337 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:48)
Edilene Barroso