Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poeta Noturno

Poeta noturno

noite fria
quase madrugada
atrasado...chegaste

Vinho branco
taças cheias
queijo farto
beijos, abraços...ficaste

Sorrisos lentos
olhares cortantes
mãos entrelaçadas
roupas jogadas...amaste

Movimentos lentos
dança rápida
respiração ofegante
gritos, sussurros, grunhidos
esquecido entre os lençóis...cansaste

Sorrisos na escuridão
bocas, pernas, copos, corpos
quietude enfim
abraço morno e silêncio...dormiste

hora tardia
raia o dia
cabelos em desalinho
bocas (ainda) de vinho
mantenho sigilo
sono tranqüilo
e lá seu foi o meu amor !
Adriana Alves (Poetisa Lancinante)
Enviado por Adriana Alves (Poetisa Lancinante) em 08/03/2010
Código do texto: T2126756

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Adriana Alves (Poetisa Lancinante)
São Paulo - São Paulo - Brasil, 46 anos
77 textos (1928 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/05/17 06:06)
Adriana Alves (Poetisa Lancinante)