Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amanhã...

Amanhã...
Quando o sol tocar meus olhos
E seus raios derramarem sua luz
Através dos vidros das janelas...

Amanhã...
Quando eu ouvir o distante
Galo a cantar
No sítio onde estás a dormir
Vou me levantar mansamente
E por ti procurar.

Amanhã...
Quando o perfume das rosas amarelas
Invadir o ar, entrando pelas janelas,
Quando eu te amar,
Cantando, brincando com os raios de sol.

Amanhã...
Pela manhã, bem cedo
Penetrarei em teu lindo quintal
E cantarei uma cantiga matinal.

Amanhã...
Quando acordares de novo para a vida,
Estarei ao teu lado alma querida.

Amanhã...
De manhã bem cedo
Antes de ver a última estrela perdida.

Amanhã...
Sei que ao te amar
Também irei chorar
Em tua despedida.

Amanhã....
Ao te amar
Irei cantar em tua partida.

Amanhã...
Permanecerei em ti
Em tua lembrança.

Amanhã...
Nova vida, tenha eseprança
Alma querida.

Amanhã...
De manhã bem cedo,
Não precisas tanto me esperar.
Seguirei contigo por longa avenida
Alma querida.

Amanhã...
Quando o sol dourar teus cabelos
Tornando-os alados e esvoaçantes.

Amanhã...
Na clareza do espírito
Poderei ver a curva do caminho até o infinito
Refletido lá longe
Além do conhecido horizonte.

Amanhã...
Eternamente, estaremos em contato com a fonte.
Aradia Rhianon
Enviado por Aradia Rhianon em 10/08/2006
Código do texto: T213095

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aradia Rhianon
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1208 textos (87694 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:18)