Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um toque de Amor






        Um toque de amor... A simplicidade!
        Dois olhares é a  ingenuidade
        Um te amo... O som da verdade.
        Este amor é forte a luminosidade.
                                                   

        Um toque de amor... A igualdade!
        Termos um único pensamento...
        Em busca da nossa fertilidade.
        Nosso palácio um apartamento.

         
        Um toque de amor... O sonho!
        Nunca parar de poder imaginar.
        Oxigênio é o nosso  caminho
        Não se pode deixar de andar.


       Um toque de amor... A certeza!
       Ser um fruto da  realidade.
       Dois corações erguem uma fortaleza!
       Um passo vivo para eternidade...
                                                       
                                                       
                                                       


                                                     

                                                   
                                                     
                                                   


                                                   
                                                 
                                                 
                                                   
                                                   
Poeta Mario Macedo de Almeida
Enviado por Poeta Mario Macedo de Almeida em 12/08/2006
Código do texto: T215104

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeta Mario Macedo de Almeida
Guarujá - São Paulo - Brasil, 55 anos
676 textos (39566 leituras)
3 áudios (248 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 08:12)
Poeta Mario Macedo de Almeida