Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

escrevo-te...

escrevo-te como se procurasse
mergulhar demoradamente
os dedos
nos minutos de vidro
que infinitamente repetimos
naqueles lugares sem voz

procuro as palavras
que se erguem como árvores
nos lábios
dos animais sem sombra
para te dizer verão
ou a certeza das fontes
em silêncio
sobre corpos de água

Luís Abreu
http://luisabreu.resolucaoinfinita.com
Luís Abreu
Enviado por Luís Abreu em 13/08/2006
Código do texto: T215371
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luís Abreu
Portugal, 43 anos
19 textos (502 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:29)
Luís Abreu