Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vem amor!

Quem é você que me apetece, me enlouquece...
E faz-me um prisioneiro desse meigo
Olhar, dessa ternura abrasadora
E presença constante
Quem é você que me dá esse sorriso
De mulher, me toma em seus braços
E faz de mim o que bem quer
Quem é... essa paixão sem fim, que não sai de mim
Nem mesmo se eu quiser, quem é você
Que anoitece e amanhasse no meu pensamento
Que corrói minha alma e faz-me sangrar por dentro
De repente essa distância e essa solidão deixam-me
No caminho deserto e vão, na certa, cercear-me
Este desejo louco de estar ao seu lado.
Calado, no silêncio da noite, sob o açoite da fantasia
Que talvez um dia sem mais nem menos pode acontecer
Olha os lírios do campo que tanto refletem
Esse rosto lindo e repleto de felicidade.
Olha a paisagem colorida que hoje mesmo ressequida
É capaz de brotar sem ódio ou rancor e viaja nas asas
Da ilusão em busca do novo amor que tanto quer.
“... Vem, amor, que a hora é essa...”, não espere mais...
Que se não sou capaz de lhe buscar onde estiver
E para sempre se tornar minha verdadeira mulher!!!
E neste sonho medonho aliviando minha dor, como
Cristo Redentor eu lhe espero de braços abertos...
“... Vem, amor que a hora é esta....” e na praia,
Do Corcovado, deserta com você aqui bem perto
Amanda e sendo amada esse amor nunca dispersa

R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 13/08/2006
Reeditado em 13/08/2006
Código do texto: T215414
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3128 textos (79565 leituras)
2 e-livros (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:09)
R J Cardoso