Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Arrebata-me, Amor!


Cheio de ardor, fervor, furor, sabor e cor,
Mergulhado em lençóis grossos e cheirosos,
Cenário luxurioso e de beijos calorosos,
Arrebata-me, Amor! Abata-me, minha flor!

Meu universo foi investido de uma poderosa substância
Que banha todo o meu corpo carente e toda a minha alma,
Arrebata-me, Amor! Ora, não quero rodeios nem calma!
Fazei que a marca dos teus dentes seja minha lembrança.

Quero teu prazeroso suor misturando-se com o meu,
Formando o saboroso fruto do clímax e do deleite,
E que virá violentamente e sem nenhum enfeite,
Arrebata-me, Amor! Apodera-se do que é teu!




Todos os Direitos Reservados pelo Autor.
Fábio Pacheco
Enviado por Fábio Pacheco em 13/08/2006
Reeditado em 19/08/2006
Código do texto: T215921
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fábio Pacheco
Recife - Pernambuco - Brasil
1095 textos (55940 leituras)
10 áudios (233 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:41)
Fábio Pacheco