Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A n ô n i m @

                   

                     QUEM ÉS TU , DE ONDE SAÍSTE
                 
                  PÓS TUA VINDA, MEU SOL FICOU TRISTE
               
               POR UM MOMENTO PARECIA LUZ
           
            ATRAIS, ENGANAS E SEDUZ

     
         FOGES, ESCONDES, INSINUAS
     
      ILUSÕES VIVAS, AGORA NUAS
   
   DESPES DO ÂMAGO A ALMA

FAZ PRESSA, PERCO A CALMA.


PERSEGUIR JÁ NÃO ADIANTA

  A DISTÂNCIA CURTA, SE AGIGANTA

    O PERTO, LONGE FICA

      ÉS SANTA OU MALDITA.


       APROXIMAR É SATISFAÇÃO

          PERDER, SUMIR, DOCE ILUSÃO

             A IMAGEM SE FAZ REFLETIDA

                 NA  MELÍFLUA DOR DA FERIDA.


                    ABERTA NO LARGO PEITO
                     
                       ABRAÇO MESMO SEM JEITO
                         
                          O PERFUME ASPERGIDO
                           
                             ACRE ARDOR EMBEVECIDO
                               
                                 ÊXTASE PROFUNDO
                                 
                                   DE PRAZER, SUCUMBO !



GDaun
Enviado por GDaun em 16/08/2006
Reeditado em 16/08/2006
Código do texto: T217565

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GDaun
Lupércio - São Paulo - Brasil, 72 anos
653 textos (43010 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:30)
GDaun