Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Amo-te, morreremos de amor!

De repente todos os sonhos encerrados
Flores que então motivo de carinho
Aflorava meu sorriso
Jaz agora a enfeitar seu ataúde!
Ultimo adeus
Seguro suas mãos já endurecidas
E ali por momentos fico a olhar...
Meu amor, meu querido...
Lágrimas aflitas deságuam
Emudecendo minha face
Que ainda ardente
Dos beijos e caricias, queima...
Algo perturbador invade, gela as entranhas,
Aperta o coração a doer.
Compreender o jamais ver
O perder, sem nenhuma chance de lutar...
A divina morte
Deusa de todos, sim! Tem o poder.
No meu peito ódio se instala
Vontade de enfrentar cara-cara essa deusa
Bater-lhe na cara
E meu amor resgatar de suas mãos
E bem distante ir...
Só nós dois mortos de amor!


Jamaveira

 
Jamaveira
Enviado por Jamaveira em 17/08/2006
Reeditado em 25/10/2013
Código do texto: T218818
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jamaveira
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 62 anos
1943 textos (95988 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:15)
Jamaveira