Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MOMENTOS

É nestes momentos,

quando deparo contigo,

assim abandonada, expectante,

aguardando a minha chegada,

ansiando que irrompa pelo quarto

e te encontre

assim abandonada, expectante,

que entendo a perfeição

que existe na natureza,

que nos faz seres incompletos

até encontrarmos a nossa amada.

 

É nestes momentos,

quando te encontro deitada,

assim abandonada, expectante,

que compreendo o que sinto,

porque anseio por te abraçar,

por te afagar e beijar,

por te sussurrar o amor,

por te gritar a paixão,

para depois te deixar

assim abandonada, expectante.

 

E nestes momentos

em que jazes recostada,

assim abandonada, expectante,

meu coração transborda

de amor, carinho e paixão,

de modo a engolir-te toda

e não mais te libertares

das amarras do meu coração.

 

E nesses momentos

em que anseio por ti

assim abandonada, expectante,

sei que o amor não tem fim,

que a vida não tem razão

sem amor.

E, para mim, o amor,

és tu,

abandonada, expectante...


António CastelBranco
Enviado por António CastelBranco em 17/08/2006
Código do texto: T218851
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
António CastelBranco
Portugal, 56 anos
57 textos (1698 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 06:07)
António CastelBranco