Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

F R A


São lindos, nem sempre coloridos

Singra por horizontes desconhecidos,

Hostís ou promissores

Às vezes refletem a beleza das flores

Lacrimeja ante tantas dores

Perceber do mundo os factídeos horrores

Cheiro de nuvens aspira

Com perfume das luzes, delira

Leve roçar da brisa

Nas pálpebras deslisa

Se pensar pudesse,  iria antever

O sentimento inaudíto que podes ter

Para o mundo se arregalaria

Ao sentir a doce melodia

Do verbo mais falado e sentido

Do amar às vezes escondido

São os lindos olhos teus

Que os queria junto aos meus.



















GDaun
Enviado por GDaun em 18/08/2006
Código do texto: T219081

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GDaun
Lupércio - São Paulo - Brasil, 72 anos
653 textos (42997 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:40)
GDaun