Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Onze


Quando aos onze o vento revirava suas madeixas
Eu careca haveria de ser
E quando mal equilibrava-me na bicicleta
Carros velozes faziam parte do seu viver

E quando douta de tudo
Eu ainda aprendia a escrever
Eu tentando chegar
Você de malas prontas partindo para distante

E assim vivemos longos anos
Mas, por um simples minuto o relógio se distraiu
Apagando as diferenças
Que o tempo de nós subtraiu

Parou o tempo
O vento sumiu
A vida ficou
Só eu e você sentimos

E repentinamente volto a este tormento
O que nos pertencia para longe fugiu
Deixando apenas o onze
Que sempre nos desuniu

Hoje, quantos onze se fizeram nem lembro
E nem mesmo consigo diferenciar
Apenas sei que
Mais de oitenta temos

Robert Jorge
Enviado por Robert Jorge em 18/08/2006
Código do texto: T219724
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Robert Jorge
São Paulo - São Paulo - Brasil
120 textos (3920 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:08)