Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Restos

Triste fim de noite,
Onde a solidão me faz companhia
Triste noite de insônia, onde o sono.
Não fazia sentido.
Onde a cada fechar de olhos,
Tentativa inútil para dormir.
Eu via tua imagem a meu lado,
Ouvia sua voz me chamar.
Acordo, apenas o escuro.
Do meu quarto vazio e triste.
Eu a via a meu lado,
Enquanto sonhava acordado,
Aquele travesseiro vazio.
Onde seu perfume se fazia sentir.
Num canto jogado, de propósito.
Aquela pequenina peça intima.
Que usavas na outra noite,
Como provocação.
Deve ter deixado ali,
Restos de uma noite de amor.
Olho a minha volta,
E tento recordar cada minuto.
Que passamos juntos,
Cheiro seu travesseiro.
Sinto seu perfume invadir m’alma.
Junto do chão,
Aquela pequena peça intima.
Intima demais em nossas vidas,
E com carinho.
Ponho sobre o travesseiro,
Como uma ultima lembrança
De uma ultima noite de amor.



                                                            Volnei Rijo Braga
Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 04/06/2005
Código do texto: T21981
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147457 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 18:08)
Volnei Rijo Braga