Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
A chuva passou...

A vidraça ainda úmida embaçada
Anuvia a silhueta que desliza na calçada
A vista já acostumada
Logo reconheceu sua amada...
As poças de água salpicam ao seu passar ligeiro
Abro às pressas à vidraça
E ali fico a desejar
Os olhos brilhantes de encanto
O coração querendo pular...
Ah, amor verdadeiro incompleto!
Atravessa o inverno
Queima no verão
Guardado na primavera
Chora ao passar o outono...
Logo adiante a esquina esconde
Como uma boca grande
Engole minha linda!
Ainda queima na mente
Afastando o frio que esfumaça em volta
O querer incontrolado que maltrata...
Fecho a janela,
No quarto opaco descolorido
Abraço seu retrato na parede
Beijo sua boca e ali fico por instantes.
A chuva fazendo parte do meu pranto volta a cair...
Chora a minha timidez!

Jamaveira 

Enviei para a Ciranda:
Beijos para Amar
em 11.10.06
e-mail: princesa44@secrel.com.br



Jamaveira
Enviado por Jamaveira em 22/08/2006
Reeditado em 11/10/2006
Código do texto: T222609
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jamaveira
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 62 anos
1943 textos (95972 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:01)
Jamaveira