Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ACORRENTADA NELE.

A desilusão me fechou para o amor.
E por opção, tranquei meu coração.
Porem... O destino assim não permitiu.
Interferindo como eu viveria meus dias!

É... O destino me surpreendeu
Seduzindo-me e envolvendo-me
Numa outra historia de amor...
Então atraída, já não pude fugir.

Pois um lindo olhar me alcançou
Eliminando toda a resistência,
Que um dia coloquei contra o amor
É um olhar angelical fez-me renascer
 
Fazendo-me esquecer de imediato
Todos os momentos ruins que um dia passei,
Só que, mais uma vez o destino traiçoeiro
Comigo brincou pregando-me uma peça

Pois o anjo que ganhou meu coração,
Já pertencia a uma outra pessoa.
E agora tudo ficou complicado, por que
Hoje não tenho forças para deixar este amor

E o destino comigo brincou...
Mas tardiamente acordei para esta armadilha
Que inesperadamente chegou trazendo-me o amor
Envolvendo-me como uma grande presa do destino

Agora frágil não consigo dizer adeus ao amor
Que fortemente nasceu no meu pobre coração
Revelando-me minha alma gêmea e felicidade.
Por isto... Hoje me sinto acorrentada nele!


Glaucia Duarte
Enviado por Glaucia Duarte em 24/08/2006
Reeditado em 18/06/2007
Código do texto: T223870

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Glaucia Duarte
Caraguatatuba - São Paulo - Brasil
1955 textos (250915 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:12)
Glaucia Duarte