Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Como um Narciso...

Sempre que te vi
Achavas lindo a maneira  de se admirar
Adorava ver-te andar
Se exercitar olhando seu reflexo no espelho
Principalmente quando no meu corpo a dançar
Mesmo sendo uma boa partner
Sabias que os nossos olhos eram sempre para você
Não ligo, o mérito sempre foi seu
O meu era apenas mantê-lo somente meu
Em meio  a penumbra
Quando nos amávamos
Era somente você que eu via
Olhavas para seu reflexo na luz
Num ritmo alucinado
Como se dançássemos apenas para o espelho
Até o dia clarear
Até hoje percebo isso no seu olhar
Parece sempre se admirar
Como a única estrela que brilha naquele luar
Que nunca sairá da minha cabeça
Onde só tínhamos de companhia
Nossos corpos, a lua cheia e o mar
Nas pedras a arrebentar







Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil. Para ver uma cópia desta licença, visite http://creativecommons.org/licenses/by-nd/2.5/br/ ou envie uma carta para Creative Commons, 559 Nathan Abbott Way, Stanford, California 94305, USA.

Malu Freitas
Enviado por Malu Freitas em 24/08/2006
Reeditado em 30/08/2006
Código do texto: T224173

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Malu Freitas). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Malu Freitas
Salvador - Bahia - Brasil
57 textos (7082 leituras)
1 áudios (60 audições)
1 e-livros (68 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:51)
Malu Freitas