Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desabrochar de Uma Flor.

Eu vi as flores do campo murcharem
Depois do por do sol,
Seu perfume não pude mais cheirar...
Estou cego... Está escuro... Não posso enxergar!
Há muitas nuvens no céu,
Não posso ver o luar,
Nenhuma estrela aparece para ver seu cintilar.
No cume do penhasco estou,
Aguardo o sol brilhar...
Olho bem avante no horizonte,
Não há chance de te encontrar.
Cadê você nesse campo florido,
Que não quer desabrochar?
Arremessei todo meu pó de trigo ao vento,
E o vento toda poeira  aos meus olhos fez voltar.
A única visão que consigo ter,
É da lembrança do teu olhar,
Embaraçado me olhando, me sorrindo,
Me fez perder o chão e nele tropeçar.
Não vejo nada! Continua escuro!
Me perdi na esperança de te encontrar,
E um dia contigo ver outra flor desabrochar.
Nesse campo, nem as flores de seis e meia,
Conseguiram acordar, pois a lua com seu brilho...
Desaparecido não veio despertar.
Eu procuro outro campo...
Para que eu possa replantar,
As flores que tanto amo
Para com elas regozijar.

                            J. Carlos S. Leite.(23/08/2006)
Jocca Zêmiph
Enviado por Jocca Zêmiph em 24/08/2006
Reeditado em 06/03/2007
Código do texto: T224259

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jocca Zêmiph
Recife - Pernambuco - Brasil, 34 anos
76 textos (10267 leituras)
1 e-livros (30 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:14)
Jocca Zêmiph