Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sonhos libertados

Sonhos libertados

À noite lavando a louça
Repardo nos restos dos pratos
Que sobram no fundo da pia

Recordo passagens quando era
Moça
E repassando outros fatos
O ontem veio para o hoje, neste dia.

Refaço os fragmentos do passado,
O que ficou para trás camuflado
Sonhos, fantasias que julgava esmagados.

Pulam fora da mente libertados
Misturam-se com o presente
Reconstroem-se em novos quadros

De mãos dadas com a alegria
Fazem-me esquecer horas de agonia
Dançam lado a lado em harmonia,

Enfileirados e eretos como nítidas miragens
Flutuam, esfumaçando-se no sol do deserto
Encontram-se perdidos em mil viagens

Vagueiam, saltitam até o cansaço
De repente faz-se noite fim deste dia
Onde então passado, presente, se encontram em um abraço.

Escorre a água da torneira
Retirando o que sobrou do sabão
Enxáguo o garfo, o copo, a escumadeira,

Caem lágrimas dos meus olhos sinto tonteira
Esfrego-os com as mãos tremendo de emoção
Forte esta união dentro do tempo.

Ao lado da pia a louça está toda lavada
Em minha mente, minha vida repassada
Louça limpa, mente enxugada, vida lavada.

Sonhos realizados, estão mortas as ilusões
Objetivos reformados, sigo livre sem prisões
Em direção a incerteza do futuro.
Aradia Rhianon
Enviado por Aradia Rhianon em 25/08/2006
Código do texto: T224982

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aradia Rhianon
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1208 textos (87675 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:29)