Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Suplicio de Amor Eterno

Faço-me ouvir, tua voz em minha voz,
Cravada com ferro e fogo, em seu beijo fantasma,
Cravado em meu beijo, em seu beijo intimo.
Eu me faço existir do prisma de teus olhos,
Em meu capacete de astronauta,
E da aurora tímida do seu olhar,
Todas as noites, sob através da via Láctea,
Aparecer-te-ia, eternamente, se teu fostes.

Todas as noites de minha janela soletram teu nome imortal,
E às vezes meus gritos de suplicio, quando escurece,
E deste anseio, inflam-se em minha mente, memórias,
Há... Isso não.

Mais por muito tempo,
Mesmo dormindo no tapete de teus sonhos,
Atingem-me um raio, um desmaio, e uma dor insuportável,
Mas não, o suficiente para me extinguir.

E todas as noites, sob através da via Láctea,
Aparecer-te-ia, eternamente, se teu fostes.
E todas as noites de minha janela soletram teu nome imortal,
E me faço existir do prisma de teus olhos,
Através da infinita via Láctea,
Se teu amado, eu não for este, através da via Láctea,
Nunca serei aquele que retorna para te encontrar, eternamente.
MERCUTIO
Enviado por MERCUTIO em 25/08/2006
Código do texto: T225331

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
MERCUTIO
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 39 anos
54 textos (6621 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:18)
MERCUTIO