Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Menina

Vermelhos como rosa
Macios como pétalas duma flor
Quentes como a brisa
Embalada por versos dum trovador
 

Meu gênio exasperado
Tímido fica a teus pés
Sinto mêdo que possa
Acontecer... mulher.
 

Sei que isso é natural
Cousas simples dum coração
Meu ser anda arredio
Conjurado à paredes, sem razão.
 

As mudanças de postura
Difíceis são de lidar
Quanto mais complexas
Maior o medo de ganhar
 

As surpresas germinam aos poucos
Silenciosas como a natureza a labutar
Veste nova as plantas
Vem ao mundo purificar
 

O eminência duma aurora
Tal feno em brasa marcando o céu sem cessar
Tornamo-nos seres divinos
Quando principiamos trocar
 

Pastoreio pelos campos
Ovelhas de sonhos em noites de ninar
Fantasias retumbantes duma vida
Junto a mim, vem acampar
 

Sentindo segurança, transpassam
Fluxos vividos de calor ao coração
Concebendo vida nessas horas
Achegam meu canto à razão
 

Teu olhar -  renova
Afagas minha fronte com tuas mãozinhas
Sou tua ovelha, menina
Sê minha pastorinha
 

Para sempre quero te cantar
Ouvindo eco nos lábios teus
Torna tudo mais divino
Destilado por teu coração, Amadeus.
 

Vem comigo pastorear
Brindemos a vida, rosa em flor
A essência duma historia
Jamais termina - restaura amor
 

Manoel - novembro/2003
Manoel
Enviado por Manoel em 26/08/2006
Reeditado em 23/11/2011
Código do texto: T225558
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Manoel
São Paulo - São Paulo - Brasil
494 textos (19129 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:17)
Manoel