Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Acaso
Águida Hettwer

O verso que o acaso trouxe, coração em ardência proclama,
Inunda a alma com tua essência, resguarda-me da solidão,
Toma-me nos braços, valsa comigo ao relento, com o olhar em chama,
Tuas mãos de veludo afagam-me a alma, arrancam as tristezas com sofreguidão.

No ar encontro partículas tuas, aroma de coração amante,
Transborda-me em carícias sedento de paixão,
Saudade manda recado em cartas marcadas, sentimento fulgurante,
Diluindo-se em amor, dissipei vontades, desconexão.

Sublimidade do sentir lateja, se enfeita de ilusões,
Catalogando sonhos, perfume que se alastra na memória envolvente,
Vagueando nos versos, em outras dimensões,
Num sopro divino de luz, alma conivente.

Saudade nos traz tormento, fere o coração em devaneios,
Somos passageiros do tempo que ficou para trás, em página restaurada,
Rompendo os anseios em noites cálidas, meneios.
Enlace quente, saudade redobrada.


27.08.2006


Águida Hettwer
Enviado por Águida Hettwer em 27/08/2006
Código do texto: T226211

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Águida Hettwer
Sapiranga - Rio Grande do Sul - Brasil, 42 anos
1258 textos (116377 leituras)
15 áudios (2138 audições)
6 e-livros (2257 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:38)
Águida Hettwer

Site do Escritor