Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

... Sei que tuas primaveras
Floriram em sinfonias dum encanto
Outras virão , posto que enfeito as eras
nos outonos, nas folhas que  traço conto...

Três invernos esperançados
Tão gélidos, como as nevascas
Que a ti fremem o corpo, versos dados
Palavras quentes ora mais que devassas...

Nos verões de tantos sonhos
Delirados em ti, fiz a minha poesia!
Balizam hoje minha face os risonhos
Vivo e viverei aspirando à fantasia...

Contando os dias monitorando as horas
Ansiadas por ti que não tive, por não te ter, eu tinha!
Letras e valsas enternecidas , contando as esferas
Andejas que volitaram como andorinha...

Vislumbrei cânhamos cetins, lendo outros pergaminhos!
Variações de arestas emocionadas notadas no canto
Luzindo nossos desejos tantos, por outros caminhos
Trilhados no planeta  nas ruas do acalanto...

AMOR...Ah, Amor  parabéns pela vida!
Pelo ar que respiro, inspirados tantos dias
Sinto que sou de ti talvez a mais querida,
Dizem-me os impressos nas ditas elegias...

Que sempre encontraremos alguém
Que valore e aguce o que sentimos!
E elas tornam-se verões invernos outonos
Primaveras de amores que sempre vão e vem... 

Tal qual mar ... Flores ofertadas que me trazem o vento,
Odisséias em Poemas nacarados, Poesias contemplo.
Trasladadas nas rimas flanadas, que por ti reinvento!
Incondicional é o amor gerado, e parido no tempo...

Que não vê barreiras no senso meu amado amante!
Fada ,onde anda volitar a nobreza do sentimento?
Propalar cintilado num universo tão rutilante
Permeando as estrelas no sol que por ti invento...

Nesse dia que arvora o orbe, o ocaso encandeia
Em labaredas perfumadas. O verso o beijo a rima
A alma o corpo a mente, Dulcinéia te presenteia,
Dom Quixote! O pesar , que o amor a nos imprima.!

No escarcéu espumado as nossas estações vencidas!
Sem acúleos, a rosa desabrochada no mote colida...
Gêmulas são gozos ,borbotados no orvalho caidas
que te oferto nos lençóis de viveres acrescidas!!!

“A Poetisa dos Ventos”
Deth Haak
28/8/2006
01:12 



Bênçãos, Guerreiros e Guerreiras de Orfeu! Ciranda a “ A PAZ” 1: http://www.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=215607
2: http://www.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=225374
Já somos 95  vozes em um grito de 100, vem comigo... Comentem os participantes repassem o convite, reafirmaremos ao MUNDO, que nosso é o dom de transmutar uma palavra feia como a Guerra, na beleza refletida em nosso “CLAMOR A PAZ” avante POETAS!!!!

Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 28/08/2006
Reeditado em 28/08/2006
Código do texto: T227259
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65373 leituras)
50 áudios (9723 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:30)
Deth Haak