Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LIBERTAS QUAE SERA TAMEN




esquece o ferro do suplício
que enferruja
teu corpo submisso.

livra-te da corrente
que te prende
ao cadeado da loucura.

canta, canta, canta,
pois a liberdade
é o pássaro canoro da vida,

a voar por sobre as utopias,
iluminando, como o arco-íris,
as plagas vívidas de teus sonhos.


Mário Annuza
Enviado por Mário Annuza em 29/08/2006
Reeditado em 21/10/2006
Código do texto: T227965
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mário Annuza
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 39 anos
62 textos (3813 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:23)
Mário Annuza