Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Prossigo ...

Prossigo ...

Briguei contigo ...
E naquela hora senti-me assim
Meia anestesiada, nada me da consolo
As palavras tolas e aquele Adeus ....


Desejando dizer “Até Breve” .

Coisas que se fala na hora da raiva
Magoas e insensatez
Ódio talvez por saber ainda te querer
Desejando o amparo de tua alma .


Falei...

Coisas que não sentia
Disse palavras que não devia
Olhei a frente o futuro que a Deus pertence
Não fui complacente, me amaldiçoei .


Por querer mais do que devia
Por amar-te em demasia
E nada ver a frente desse amor
Fiquei cega com a dor .




Wanda Ayala
Enviado por Wanda Ayala em 30/08/2006
Código do texto: T228519

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Wanda Ayala-www.recantodasletras,.uol.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Wanda Ayala
Portugal
425 textos (36692 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:16)
Wanda Ayala