Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COMO UMA LÁGRIMA

Como uma lágrima eu deslizei em suas pálpebras,
Desci a maçã de seu rosto que já não estava doce,
Num esgrima que lutei em sua álgebra,
Cresci no titã de seu posto, tentação alucinante,

Com seu bigode chinês falei português,
E sério e calculista, não fiz clichês,
Nem toquei em seus lábios, tive medo,
Eles não se abriram pra mim hoje cedo,

Pensei em deslizar até seu queixo,
Mas, quis voltar pra ter seu beijo,
Não consegui, perdi a razão, o molejo,
E agora? E antes? E ontem? bocejo,

Não adianta mais, querer voltar atrás,
Ela agora não te ouve mais,
Está vagando na busca de seus ancestrais,
Vá com Deus, descanse em paz,

Fuja da lágrima,
Antes que essa seque e você não volte mais.
Rafael José
Enviado por Rafael José em 30/08/2006
Reeditado em 11/02/2010
Código do texto: T228618
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rafael José
Iporá - Goiás - Brasil, 32 anos
50 textos (2378 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 08:51)
Rafael José