Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

À espera

porque de ti não tenho, amada,
olhos e zelo pelo sentimento meu;
porque de ti não tenho, mulher,
a dádiva da tua presença por companhia;
porque de ti não tenho, amiga,
a mão segura e a palavra que conforta;
porque de ti não tenho, pessoa,
fraterna solidariedade;
não esperando que entendas,
nem que atendas,
mas quem sabe por compaixão,
vontade ou razão, compreendas,
te peço:
qualquer dia,
quando e se de alguma forma,
qualquer forma,
algo de mim quiseres,
qualquer coisa,
procura-me!
Até lá, calo...
e sinto.
Dreyf
Enviado por Dreyf em 08/06/2005
Reeditado em 09/06/2005
Código do texto: T22930
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dreyf
São Paulo - São Paulo - Brasil, 63 anos
326 textos (21986 leituras)
2 e-livros (189 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:32)
Dreyf