Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fogo das paixões rasgando o peito

Te peço: sai do frio
Não padeça na rua
Neste inverno bravo
Se aqueça um pouco
Te mando fogo, amor, paixão, tesão
Palavras em lavas.

Sem ser pretensioso
Sei um pouco deste frio
Do quieto inquieto
Desse cozer tudo dentro
Lento
Desse trançar de agulha e linhas
Remendos pra não vazar
Paixões que assolam
Coração aos pulos

Sou assim paralelo
Pisos nesses passos
Sentimentos parecidos pululam
Sede que me cola
E me faz beber em todos os copos
Antídoto, veneno, doce e o sal, tudo junto

Tenho lá meus dragões por dentro
Ouriço e outros bichos espinhosos, de rabo e tudo
E quase sempre eles me rasgam o peito
E saem pra passear a qualquer hora
Se não deixo fico, fica pior.
Se vazam melhor

Enquanto eles fazem estragos no mundo
Fico no caminho da paixão e ali te encontro
Encanto e magia
Se isto só basta não sei
Mas fico assim exposto
Tomo um pouco de sol. Bebo da sua água
Alimento que contrapõe
E também me rui um pouco
Estruturas estranhas
Que já não me sustentam
Acho que tenho que aprender a levitar logo
Se tudo cair...
Raul Los Dias
Enviado por Raul Los Dias em 31/08/2006
Reeditado em 31/08/2006
Código do texto: T229309

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Raul Los Dias
Argentina
512 textos (75922 leituras)
1 e-livros (178 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:24)
Raul Los Dias