Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NO FIM DE TUDO

No dia de ontem
durante a tarde
o sol vermelho
os olhos mais velhos
o peito doído
garganta sem fala

No dia de ontem
palavras caídas
flores suspensas
corpos distantes
a lua e o sol
e um grande eclipse
surgiu no céu

O não-dizer para não ferir
o não-calar para não sofrer
o grito corta a alma
pedaços de cristal na pele
sangue e suor enclausurados

No anteontem
havia um corpo frio
em uma cama ardente
uma luta
uma dança
uma busca
o cansaço

Foi anteontem
era noite
e os corpos unidos
encontravam a manhã

E hoje?
Renascer
enquanto ainda é possível
Francisco C
Enviado por Francisco C em 31/08/2006
Reeditado em 07/11/2006
Código do texto: T229440

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.franciscocampos.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco C
Porto Velho - Rondônia - Brasil, 48 anos
363 textos (25684 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:21)
Francisco C