Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0802 - Poderia eu...




Poderia eu hoje falar de qualquer coisa boba,
o mundo, tingir um lugar de cor diferente,
o céu, prender numa caixa a saudade,
pintar pedaços do vento para saber seu destino.


Poderia eu secar a lágrima dentro do sentimento,
marcar a vida com presentes deliciosos,
fazer o pensamento levar recados de amor,
trocar a lâmpada da lua quando minguante.


Poderia eu lavar os sonhos que não gostei,
enxugar a chuva antes de inundar o caminho,
incendiar aquela nuvem escura ou tingi-la de paz,
fazer o espaço colorido como desejo de criança.


Poderia eu abafar o som dos idiotas,
calar a boca da guerra no caminho do inferno,
vender os pecados ou trocá-los por pão,
comer minha maçã debaixo do pé de esperança.


Poderia eu sonhar mais vezes com a vida,
sentir a mão que faz carinho e não esconder da que mata,
correr sem ser perseguido pelos tantos traidores,
abrir a porta e jamais pensar em trancar o inimigo.


Poderia eu acreditar na inocência do meu vizinho,
vibrar com as palavras ouvidas no templo de Deus,
sorrir sem olhar quantos dentes tem na boca,
vestir de amor todo o ser ''dito'' humano.


Poderia eu deixar de achar que poderia sonhar,
vivo entre meu amor e os desamores de guerreiros mocos,
entre a fome e a fé roubada do pote de Deus,
como caminho, escolho amar, até que me amem.


31/08/2006
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 31/08/2006
Código do texto: T229569
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116253 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:26)
Caio Lucas