Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cartas na Mesa

Todinha de verde e branco
Ela vai chegar.
Eu te amo tanto
Ela vai falar, ela vai falar.

Cansada, os olhos fundos,
Vai me dizer:
Vim do fim do mundo
Só pra te ver, foi só pra te ver.

Soltou os cabelos
Pra mais me provocar.
Não pintou o rosto
Pra me agradar, só pra me agradar.

Sentamos num bar,
Um chopp ela aceitou.
Eu quis lhe falar,
Mas a voz faltou, sua voz faltou.

E então ela começou.
Disse que chegou
Pra ficar, deixar tudo para trás,
Ele e os demais, ais.

Depois quis chorar,
Eu quase chorei feliz
Ao querer brincar
Com seus dois guris, com seus dois guris.

Todinha de verde e branco
Ela vai partir.
Eu queria tanto
Com ela ir, mas não posso ir.


Rio, dezembro de 1976
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 01/09/2006
Código do texto: T229970

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144465 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:45)