Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUENTE PERFUME

Não custa nada,
não é sacrificio algum
dizer que ainda te amo,
ninguém escutará mesmo,
nem você, eu sei...


O único motivo de preocupação
seria os outros,
que por não entenderem de amor,
talvez olhem com desdém.


Mas o que importa
toda esta altivez,
afinal minha alma sangra,
e ninguém vê.


As lágrimas que hoje
já não existem,
um dia cairam como torrente,
mesmo assim não houve
quem ficasse ao meu lado,
para enxugá-las...


Será que vale mesmo amar?
Por que será que o tempo
não permite fortalecer
um sentimento,
e quando
em seu auge têm que esmorecer?

Será que amar
é como uma tarde que
desfalece na
vastidão do céu?

Será que haverá solução
para os casos confusos de amor?
Creio que não, pois,
esse afeto reclama
pelas sarjetas que vem
sendo jogado fora...

Ah! O amor...
Como ainda pulsa
e arde
aqui dentro do peito,
o quente perfume de uma mulher...

















Wil
Enviado por Wil em 01/09/2006
Código do texto: T230157
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2613 textos (84504 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:16)
Wil