Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR PLATÔNICO

A MENTE HUMANA 

POR VEZES É INSANA 

UMA OU OUTRA VEZ 

SE PERDE A LUCIDEZ 

UM OLHAR QUE DEMONSTRA TRISTEZA 

NOS FAZ REPENSAR NA VIDA 

DA FORMA QUE ALGO PODE TER OCORRIDO 

DEIXAR MARCAS PROFUNDAS, SEM SENTIDO 

FAZ DENOTAR ATRA'VES DA CORTINA 

DA RETINA 

UM VÉU 

QUE TURVA O CÉU 

TURV A A FELICIDADE 

NÓDOA ESBRANQUIÇADA DA INSANIDADE 

APAGA SONHOS E DESENCANTA 

FECHA O CORAÇÃO PARA  O MAIS NOBRE SENTIMENTO 

CARINHO, AFAGOS E AMOR 

SE TORNAM UM HORROR 

DISSO A PESSOA NEM MAIS QUER FALAR 

 ENTRA NO OSTRACISMO DISSO NÃO ESTÁ ISENTO 
 
 PERDE O ALENTO 
 
 MAS NUNCA O ESQUECIMENTO 
 
 DO MALFADADO MOMENTO QUE DEU START NO 
 
SOFRIMENTO 

FICA SEM ALENTO 

BATE O DESCONTENTAMENTO 

O ESCANINHO DO CORAÇÃO SE ENRUGA 

ENDURECE, PETRIFICA, COISA INAUDITA 

PASSA A TRANCA NA PORTA DA ESPERANÇA 

SENTA-SE NA SOLEIRA SOLITÁRIA DA SOLIDÃO 

O AVILTRE QUANDO É DEMAIS 

FAZ ESTRAGOS, TUDO SE TORNA COISAS BANAIS 

NA CONSCIÊNCIA A PRETENSA CERTEZA DA INCOMPETÊNCIA 

DE MANTER O BEM AMADO 

QUANDO SE DÁ CONTA 

É CASO FINDADO. 

POR ESSA PESSOA ME CONDOIO 

SEPARO O TRIGO DO JOIO

POR ELA SOU SOLIDÁRIO 

ORO E FAÇO PROMESSAS EM SEU RELICÁRIO 

 POR ELA JÁ TENHO ENORME APREÇO 

CARAMBA, EU NEM A CONHEÇO 

QUEM DIRIA QUE UM DIA 

IRIA ME APAIXONAR POR UMA FOTOGRAFIA

GDaun
Enviado por GDaun em 02/09/2006
Reeditado em 02/09/2006
Código do texto: T230819

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GDaun
Lupércio - São Paulo - Brasil, 72 anos
653 textos (43001 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:21)
GDaun