Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Secretamente seu.

                                                Secretamente seu.

Você é minha cidade proibida,
Com passos largos...
Caminho em você,
Nas suas curvas...
Perco os meus pensamentos,
Os seus montes sensuais,
Seus cabelos cachoeira,
Suas lagrimas...
Água de beber,
A árvore da vida...
Plantei em você.
Querida, nos seus cantos e recantos...
Quero te-la,
Sem sapatos e nem roupas,
Mas, nu como estou.
Sinto o seu cheiro
Num dia quente de sol,
O amor se propaga em meu corpo
E é maior que o normal.
O ar que vem de você,
Inspira-me, alimenta-me,
Na perfeição de te amar.
Tua grama crespa e volumosa,
Passo as minhas mãos
Com tamanha virtude em alisar.
Vem a noite
E a lua foca essa pura imagem,
Seus olhos lâmpadas
A notar-me de pé.
Ouço o canto dos pássaros num revoar
Para se esconderem em suas grutas,
E de lado a lado
Sinto o vento a te soprar.
É no rio de água salgada
Que eu quero banhar-me
E assim com a substancia do meu corpo,
Através desse oásis,
Vai-se a partícula da criação
Em um ponto qualquer parar,
E em uma outra ocasião
Uma nova cidadela criar,
Ate chegar na perfeição de hoje,
E eu como poeta, escrevi você
Numa cidade linda,  em versos,
Que o meu coração veio conquistar.
Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 02/09/2006
Código do texto: T231078
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
722 textos (26305 leituras)
1 áudios (175 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:39)
Condor Azul