Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solidão imposta pelo destino.






Foste na ilha do coração
Que naufraga
Sobreviveu de emoção.
Tirou daquela terra
Nutrientes para a alma
E para o corpo.
Dos dias ensolarados,
Paraíso
Das noites,
Claro juízo.
O seu corpo tocado:
Pelo vento,
Pela lua,
Chora de desejos
E em segredo confessa...
Divide-se com o mar
Na areia,
É praia da vida,
Num silencio pacifico.
Mas, treme seu corpo,
A mente irradia,
Um calor nas mãos,
Um beijo para a natureza,
Ardem seus olhos
Que não vêem um salvador.
Seus sentimentos são maiores,
Parte em desafios
Que ouvira falar,
Recorda do tempo
Que sede não sentia.
Canto de mulher bonita,
Aflorada perdida,
Sonhando ser invadida
E resgatada de fato.
Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 03/09/2006
Código do texto: T231784
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
721 textos (26287 leituras)
1 áudios (175 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:53)
Condor Azul