Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DO JAZZ...

Som, cortina noturna,
Sax a despertar-me calafrios,
No piano, frases de intensa sedução.
Deixo de ser apenas rosto, multidão,
Sou quatro paredes, significados.
Afino meu toque em tons eloqüentes,
Arranho a pele com notas dolentes,
Desnudo a alma, exposta, à venda.

Lembra-te o meu nome?
Oferece-me uísque, muito gelo.
Tece em tuas pernas meu travesseiro,
Interpreta, em elegante compasso,
Meu sutil melodrama de mulher,
Delicadeza agressiva, ternura melódica.
Como a voz rasgada das divas dos blues,
Estou além da dor,  em suave agonia.

No teto, redondas luas de papel
Gemem improvisos desconcertantes,
Denunciam desejos, aprofundam sentidos,
transformam música em muitas versões.
Entrego-me inteira, sem mais resistir:
És meu homem, meu doce suicídio,
A morte em acordes quase selvagens,
Todo o jazz...




vitória Paterna
Enviado por vitória Paterna em 03/09/2006
Reeditado em 04/09/2006
Código do texto: T232087
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
vitória Paterna
Santo André - São Paulo - Brasil, 63 anos
133 textos (8672 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:37)
vitória Paterna