Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Em qualquer amanhã

Quando eu te encontrar
quero apagar as cicatrizes tristes
dos amargos de aço do tempo
dos momentos de dor
das emoções sem sabor
na saudade a soluçar

Pelas esquinas do mundo
no despertar de cada alvorecer
quero te encontrar com todo amor
em teu sentimento mais íntimo
descobrir o teu fascínio
na carícia do teu ser

Quero em ti sentir
a maciez do desejo
o encanto, o sabor
a voracidade do beijo
e todo o profundo ardor
que se fez palavra um dia

Neste encontro de paixão apetecida
em teus braços, entre abraços
seremos todas as luminosas cores
nos matizes de cada hora amanhecida

Então te amarei em todas as ventanias
em todas as calmarias
Eu te farei feliz por toda vida
até às cercanias do infinito

E eternamente te direi
e não me cansarei de repetir
de sussurrar junto ao teu ouvido
"Meu Amor, seja teu nome bendito!"
                                               lilu


¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Depois de mais de dois anos, eis que surge um admirável poeta das Minas Gerais (e que começa a ler meus poemas! ) e me deixa de presente esses belos versos para juntar sentimentos poéticos e fazer mais bonita a palavra ! Te agradeço do fundo do meu coração, Jotaerre! E assim estreitamos nossos laços literários entre Minas Gerais e meu Rio Grande do Sul !... Meu caríssimo poeta: a palavra tem fascínio! Gratíssma, lilu



"Benditos também, são os seus versos
Que não devem ser lidos "em qualquer manhã"
Mas, numa manhã toda especial
Pois, fazem-nos felizes em momentos adversos
Libertando-nos o coração de todo o mal!...
                                                     Jotaerre
lilu
Enviado por lilu em 05/09/2006
Reeditado em 03/01/2009
Código do texto: T232955
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lilu
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil
889 textos (326716 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:31)
lilu