Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saudades

Hoje, as cinco e meia, o sol pareceu-me mais belo
Estava mergulhado num céu inédito
O cinza-negro deste, me pareceu muito azul
E sol, se não fossem as nuvens, estaria nu

Eu acho, erroneamente, que tenho o poder
De contornar situações difíceis
Com o uso das minhas falhas palavras
De tocar no assunto sutilmente

Que me atrevo a falar de tuas declarações
Suas palavras tão sucintas e gostosas:
Eu te amo, sabia? Nesta hora eu chorei
Eu ri, mas por dentro...

Ri de felicidade, ri de paz, ri de amor
Não ri de nós, pois bem sei o que é ser vitima
De um amor. E este momento fantástico
É como viver movido pela saudade!

No vácuo do momento, abri a porta
E pus-me a observar as portas abertas...
Davam no ar, e se me fosse, ia ao chão!
Mas, construí meu amor no alicerce da paixão

Veja em nós, o frenesi que deixa algumas horas
Que fosse tem que ir, e minha alma te implore
Fico com saudades dos momentos, fico bem
O sol parece-me bonito hoje, como será amanhã
Andrié Silva
Enviado por Andrié Silva em 05/09/2006
Código do texto: T233006

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Andrié Keller ( baadermeinhofblues@hotmail.com ) Brasil - http://www.recantodasletras.com.br/autores/andrie). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andrié Silva
Salvador - Bahia - Brasil, 27 anos
912 textos (98435 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:16)
Andrié Silva