Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A ostra e o amor

A Ostra quando é invadida por um minúsculo grão de areia, misticamente cobre-o com uma parte secretada de si, envolve-o e isola-o, guardando-o dentro de muitas camadas do melhor de si, transformando o incômodo em uma obra de arte, uma pérola.

Assim é o amor, surge de uma ínfima sensação, ou mesmo um desejo, seja de que natureza for. Um olhar, um toque, uma lembrança e em um átimo , algo está em nós e começa a sugar o nosso melhor, aquela essência especial que às vezes até desconhecemos ou duvidamos que temos e passa a nos controlar, a redesenhar nossos caminhos e reescrever nossa história.

O amor é a reciclagem de uma dor, a transmutação do vil aço ao nobre ouro, a mágica passagem da invasão a glória.

É a lição que nos ensina a nunca se "fechar como uma ostra" de forma definitiva e sim, momentaneamente, para que saibamos lidar com cada "poeira" que nos invade, maturá-la, entendê-la e mesclá-la conosco, para de forma consciente e plena devolvê-la ao mundo como um belo presente, uma doação visceral nossa em forma de arte.

No momento exato, devemos nos abrir e com um sorriso metafórico de ostra escancarada, ofertar a mais bela das pérolas.

Leonardo Andrade
Leonardo Andrade
Enviado por Leonardo Andrade em 05/09/2006
Código do texto: T233656

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Leonardo Andrade
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1568 textos (71178 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:30)
Leonardo Andrade