Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LEMBRANÇAS DE UM DOCE ENCANTO

Silhueta vaga, invisível
Que meu olhar teima em enxergar
Enxergo, mas não vejo o vulto
Que teima em dentro de mim ficar.

***

Vulto este, que à minha alma é encanto
Mas também que a faz chorar
Lembranças de momentos distantes
Que se foram, pra não mais voltar.

***

O encanto é uma meiga face
que não sai, sempre presente está
O choro é sabe-lo presente
Mas não senti-lo, não mais o encontrar.

***

E nas sombras de uma penumbra
Que veio dentro de mim ficar
Ao mesmo tempo que traz doces lembranças
Lágrimas me faz rolar.

***

Mas são lágrimas saudosas
De doce alegria, e quem diria
De também doce tristeza
Que não imaginava, me acontecer um dia.



...............................................

Beijar, todos beijam, não caracteriza amor nem paixão, pois amor e paixão são caracterizados pelos sentimentos que existem dentro de nosso coração.



Direitos autorais reservados ao autor, poesia e frase.


Tonydicapri
Enviado por Tonydicapri em 06/09/2006
Reeditado em 21/09/2006
Código do texto: T233761

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre o autor
Tonydicapri
Teófilo Otoni - Minas Gerais - Brasil
200 textos (57534 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:48)
Tonydicapri