Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


De repente, sem nunca esperar 

Algo começa a se formar, à crescer 

Dentro da mente, da gente, sem se ater 

Algo de muito importante está para acontecer. 


É uma coisa sem muito nexo 

Não se pensa que pode ser complexo 

Mas com o passar do tempo 

Vem o advento, o esclarecimento. 


Mas, isso, comigo não pode acontecer! 

Jamais supus que tal acontecimento 

Por mais estranho que possa ser 

Sem mais nem menos possa se transformar em sentimento. 


O tempo passa, o tempo voa 

E não é que quase à toa 

Me deparo abismado:
Estou apaixonado! 


Isso para qualquer um 

De maneira alguma seria ruim 

Mas logo comido, assim 

De forma intempestiva 

Avassaladora, abrasiva 

Constrangedora, contemplativa.

Mas , e ela, quereria? 

Ou ficaria à espera 

Na espreita, feito fera 

Defendendo com unhas e dentes 

Os direitos dos carentes 

Que se escondem 


Fogem, dos que, quem sabe, ofendem 

Aos que os ama, e dela dependem. 

Te aguardo, te espero 

Sabes que te adoro e venero
GDaun
Enviado por GDaun em 09/09/2006
Código do texto: T236065

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GDaun
Lupércio - São Paulo - Brasil, 72 anos
653 textos (42994 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:07)
GDaun