Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Me banho na luz de seus olhos!

Súbito me olhas com olhos marotos,
de sua boca lanças sorrisos,
tua face se transfigura,
parece um holoforte que me banha de luz!
Estranho...
Tanto tempo a teu lado,
e ainda não estou preparado,
para receber tal sorriso!
Nem pra perceber a tua felicidade!
Estranho...
Como eu tenho medo de perder-te,
tremo a cada pensamento deste,
sobre uma possivel ausência sua em minha vida!
Súbito tú me olhas,
com olhar de juventude,
esperança, eternidade!
E eu recolhido em seu abraço,
recolho-me em meus pesares,
se tú soubesses como eu te amo!
Se imaginasses o quanto eu te desejo!
Se tú pensasses o quanto temo perder-te,
teus sorrisos se apagariam...
Teus olhos se afogariam em lágrimas...
Só o teu abraço me traz aconchego,
pois se fazem meu abrigo!
Como temo a solidão das ruas,
caminhos tristes, caminhos duros,
de solidões caminhando a esmo!
Mas súbito tú me olhas,
com olhos marotos,
de sua boca ecoam palavras doces,
e meus medos se evaporam...
Ante o calor de seu peito,
ao qual teu abraço me ancora!
Após um suave beijo,
mirando os teus olhos que me olham,
sinto a luz com que me banhas,
e assim iluminado, me refaço...
E com amor te aninho em meus braços...
E a caminho do amor em seu corpo,
apresso o passo!


11/01/2006
Edvaldo Rosa
www.sacpaixao.net 
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 10/09/2006
Reeditado em 11/09/2006
Código do texto: T237048
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edvaldo Rosa www.sacpaixao.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Edvaldo Rosa
São Paulo - São Paulo - Brasil, 55 anos
1727 textos (173712 leituras)
23 áudios (10645 audições)
35 e-livros (8978 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:16)
Edvaldo Rosa

Site do Escritor