Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TODOS OS AMORES

Eu o amo como criança,
em deslumbramentos.
Sigo seus passos.
Borboleta, toco seus dedos
como em flores.
A força e a beleza o fazem totem.
Aos seus pés, vivo em adoração.

Pássaro desarmado, eu o amo
cantando em seus dias, arrulho,
colorindo de amor suas manhãs.

Eu o amo, primeira namorada,
buscando em seus refúgios
a doçura dos sonhos
e os prantos escondidos
e seus fragmentos.

Eu o amo para sempre
como amam todos os amantes.

Mãe, eu o amo nas noites
colho suas dores,
enterro-as em mim
para que não mais voltem.

Eu o amo tranquilamente.

Leda, eu o amo em delírios,
em transes de amor.
E o quero deus e suas asas
insensatas em meus seios,
a fazer perder minha alma.

Eu o amo com o abandono
das mulheres perdidas de amor.
Arrasto-o em meus mares
escuros e pesados.
Inundo seus sentidos.
Náufrago em minhas noites,
renasce todas as manhãs
de tanto amar.
Saramar
Enviado por Saramar em 12/09/2006
Código do texto: T238072
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Saramar
Goiânia - Goiás - Brasil
89 textos (7949 leituras)
1 áudios (526 audições)
2 e-livros (352 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 07:59)
Saramar