Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saia quando quiser
Da minha vida
Do meu frio destino
De mulher

Deixe o meu coração, suspirar
Os meus lábios na incerteza
De nunca mais
Os teus lábios, beijar

Sou mesmo assim
Revolta flor da aurora
Que exala o perfume de um jasmim
Por amor, somente agora

Nem mesmo, olhe para trás
Como a criança incerta
De coração livre e fugaz
Então te peço

Deixe a porta aberta
O Guardião
Enviado por O Guardião em 12/09/2006
Reeditado em 22/02/2008
Código do texto: T238225
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
O Guardião
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
364 textos (34442 leituras)
13 áudios (2409 audições)
2 e-livros (1988 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:18)
O Guardião