Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Os Poetas amam...

           
(Estrada Humana – Otávio Costa)
             


Protestamos com a arte
Aqui estamos, atrevidos
Na vida, desejando
Sensibilizando...
Praticando...
Quantas nuvens tem no céu hoje?
E eu ti aguardando
Como encontro marcado
Fácil? não... quanta esperança
Nesta expectativa, planto flores,
Enxugando as lágrimas da saudade
Que perturba minha intimidade
Como por encanto imobilizo-me
Pra lembrar como é sorrir
Efeito mágico como te vejo,
Esperando o tempo passar
Viajo nele, leve...
Soltando minha emoção,
Só me desperta a chuva fina
Caindo em gotas, orvalhando à tarde
Sua constância favorece neste particular
Para seguir a veia do pensamento
A fim de te encontrar
Pois tenho pressa em te experimentar
E acalentar minha solidão...
Agora leio mais poemas
Devoro-os nestes dias, distante de ti
Ouço músicas, tomo mais sol,
E espero ansioso a primavera,
Tenho necessidade em te ter
Sentir-te junto a mim, presa ao peito
Leio e releio cartas invocando teu nome
Todos os dias,
Renova-me...
Evoco o poder pra te encontrar
Toma minh’alma suave
Torna minha boca doce
Salva meu jardim, minhas flores
Venha logo proteger-me
Prendi meus dias de olho na estrada
Aguardando-te
A tarde leve, a brisa suave
Minha espera intensa...
Pelo amor.
 
Estrada Humana
Enviado por Estrada Humana em 12/09/2006
Reeditado em 27/12/2006
Código do texto: T238809

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Estrada Humana
Serrinha - Bahia - Brasil
126 textos (15284 leituras)
16 e-livros (1532 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:03)
Estrada Humana