Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

* Póstumos Sonhos *

A tristeza fiel me consome

desta vida que se faz tão perene

destes sonhos que me dilaceram

destas duras realidades distantes

das que jamais sequer pude viver

por um único e mísero instante


Singro em minha mente o futuro

eu consigo-o visualizar, claramente

assim de soslaio, tão de repente

e fulgaz, se desvanece de minha mente


Estas memórias me atormentam profundamente

difícil sequer de apagá-las de minha mente

essa torturante utopia sempre recorrente

mas a dura realidade da verdade sempre mente


Sonhos despertos que são a plena combustão

que alimentam o espírito profuso de um coração

Que nos impelem a vida, nesta dura comunhão

entre a solene vitalidade de uma só razão

a de viver um amor que não seja em vão













Luis Andarilho
Enviado por Luis Andarilho em 12/09/2006
Código do texto: T238835

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Luis Andarilho). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luis Andarilho
Portugal, 44 anos
153 textos (7993 leituras)
1 áudios (107 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:30)
Luis Andarilho