Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Espécie Ruim

Não pense que é você
só o que há de bom pra mim.
Só falo assim pra quê
você não seja tão ruim.

Pois, se você assim pensar,
não vai poder jamais errar...
Chego até a ter raiva de você...

Você é grosso, eu sei,
nem meu patrão me trata assim.
Jamais eu desejei
alguém de espécie tão ruim.

Não pense que sem ter você
não poderei ficar porque
você vai acertar, vou ter que concordar...

Eu vivo a reclamar, pensei em tudo acabar.
Porém alguém melhor vai ser pior,
pois amor não vou ter pra dar, pra dar...

Você é tão cruel,
aquele anel tomou de mim.
Não há lugar no céu
pra alguém de espécie tão ruim.

Mas se o inferno te aceitar,
eu vou querer te acompanhar...
Mas deixa isso pra lá, chega mais pra cá
e vamos... sair (rezar, transar).

Eu vivo a reclamar, pensei em tudo acabar.
Porém alguém melhor...

Esqueça que é você
só o que há de bom pra mim,
pois nunca vai haver
um verdadeiro amor assim.

Você não sabe me tratar,
mas eu não sei me desgrudar...
Mas deixa isso pra lá, chega mais pra cá
e vamos... curtir


Rio, 01/09/1967
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 13/09/2006
Código do texto: T238925

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144465 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:50)