Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

REFLEXOS NA POÇA D'ÁGUA

De uma poça d’água,
Ao findar o rigor do inverno,
Junto à estrada em obras,
Após eternos dias de chuva,
Raios teimosos do sol
Relembraram o calor do verão,
No suave afago de tua mão,
No conforto do teu corpo,
No acalento dos teus olhos,
No sorriso dos teus lábios,
No doce perfume do teu ser,
No compasso do teu coração,
Que nutria minha vida
Com teus beijos curadores,
Que me olvidavam as mágoas,
Apagando-me os rancores,
Somente então via cores,
via luzes, via flores.
Somente via a ti no mundo
E sozinha tu fazias primavera
Do rude frio do inverno,
tornando meu mundo jardim.

Wilson Amaral.
Wilson do Amaral Escritor
Enviado por Wilson do Amaral Escritor em 13/09/2006
Reeditado em 26/10/2006
Código do texto: T239443
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wilson do Amaral Escritor
São Leopoldo - Rio Grande do Sul - Brasil, 51 anos
1160 textos (266725 leituras)
5 e-livros (10512 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/17 02:18)
Wilson do Amaral Escritor