Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Adeus tristeza

Tristeza vim dizer adeus
Estou partindo para não mais voltar
Vou ver as cores de mundo
Vou me amar, e me deixar amar
Chega de escuridão
Chega de solidão
Desculpe tristeza, mas não sentirei falta de ti
Tristeza não tente voltar, não vou permitir!
Mudei meu rumo
Agora quero cantar e sorrir
Quero sentir o calor do Sol
Vou reencontrar minha estrela guia
Quero ver pássaros a voar
Com crianças vou sorrir e brincar
Vou deixar as flores minha vida perfumar
Quero banhar meu corpo nas ondas do mar
E pela lua me deixar encantar
Deixarei a poesia minha alma tocar
Vou ser livre, e por mim me apaixonar
Vou ser amada, vou amar
Adeus tristeza
Não vou te deixar voltar


ÐäMå Ðë ÑëG®ö

Apenas uma mulher que já riu, amou, se entregou e chorou.
Escrevo o que sinto, como sinto quando sinto.
Longe, muito longe de ser uma poetisa, sou apenas alguém que sente!

Dama De Negro
Enviado por Dama De Negro em 14/09/2006
Reeditado em 07/05/2012
Código do texto: T240197

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dama De Negro
São Paulo - São Paulo - Brasil
1890 textos (146138 leituras)
2 e-livros (329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 18:02)
Dama De Negro