Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RECANTO DA PAZ

Enquanto o tempo passa velozmente contagiante
o sol mergulha o mundo numa trégua por um instante;               então aquece a pele enquanto o vento passa uivante,
a chuva deita e lava o choro amargo à tez do infante!

No céu do horizonte a escuridão recrudescente
o sonho arregalado alimentava o coração;
a madrugada surda surpreendente, decrescente
trazia ao dia as lágrimas do ocaso, e da paixão.

O amor querendo impôr-se foi soprando o vento uivante
a luz – clarão do dia fez do sonho fantasia;
o infante recobrou no fim da tarde seu decante

em regozijo mostra, atento ao tempo seu semblante,
ardendo no calor, o peito cheio de alegria,
o apaixonado, amado, brande a  paz no seu recanto.
Zecar
Enviado por Zecar em 12/06/2005
Reeditado em 15/06/2016
Código do texto: T24061
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zecar
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
249 textos (20144 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:04)
Zecar