Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Não te quero mais

Para erguer a espada do amor
Não fujo de batalhas sangrentas
Temos que definir e até preconizar
Com o punho da paixão de um amor irreal

Vi teus olhos brotando lágrimas
Que desciam pelo relevo do teu corpo
Fazendo um riacho, depois se transformando num rio
Ouvi ainda teu coração falar: Te amo! Zedio

Logo você que me ensinou a chorar
Logo você que me ensinou a amar
Hoje aproveito tuas lágrimas
Para se associarem às minhas...

Mas para poder confirmar ao céu
Como uma decisão humana é tão cruel
Não quero herdar de você essa falseta
Você não aprendeu a dividir teu doce mel

Quando você usou a multiplicação, superfaturou,
Aumentou a maldade, inflacionando minha vida,
Não tenho culpa se a razão te corrompeu
Aqui estou eu, carregando uma ferida.

Nestas alturas, arrependida estar
Desta vez não teremos renegociação
Com certeza vou ressarcir e acertar,
Mas o amor que te dei, não vou te cobrar.
Zedio Alvarez
Enviado por Zedio Alvarez em 18/09/2006
Reeditado em 21/10/2008
Código do texto: T242984
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zedio Alvarez
Petrolina - Pernambuco - Brasil, 59 anos
3324 textos (117333 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:15)
Zedio Alvarez